Português Italian English Spanish

Aduana argentina terá mudanças para reabertura da fronteira

Aduana argentina terá mudanças para reabertura da fronteira


Está previsto o reforço dos acostamentos da estrada e mudança nos acessos de entrada e saída da aduana, com guichês em 45º e construção de uma perimetral

Representantes do Ministério do Interior e das associações de taxistas e remisses de Puerto Iguazú, se reuniram para definir mudanças no trânsito de veículos na aduana argentina da Ponte Internacional Tancredo Neves, na fronteira com Foz do Iguaçu.

A ideia é aproveitar o período de pandemia, de fronteira fechada, para realizar obras de melhorias reivindicadas pelos trabalhadores, principalmente nas temporadas de maior movimentação turística.

Héctor Careaga coordenador do Centro de Fronteira da Mesopotâmia Norte, jurisdição de Iguazú e Posadas, disse que é preciso resolver os antigos problemas. “Os bons projetos devem ser colocados em prática e acompanhado para que aconteçam. Devemos iniciar as obras nesse período de pandemia, para que a mão de obra local também seja beneficiada”.

Entre as melhorais está previsto o reforço dos acostamentos da estrada e mudança nos acessos de entrada e saída da aduana, com guichês em 45º; construção de uma perimetral na área de comércio exterior, com portões de segurança do prédio; e reforma de banheiros. No local ainda deve ser construído um posto de saúde para atendimento público, com médicos e ambulância à disposição.

Daniel Bernal, da associação de remisses e taxistas (Unicoop), acredita que os projetos irão beneficiar a todos e não apenas o turismo. “Ficamos responsáveis pela reforma e funcionamento da barreira destinada a táxis e remisses, para quando volte a funcionar”, disse.

Fonte: La Voz de Cataratas