Português Italian English Spanish

Aulas normais permanecem de forma remota

Aulas normais permanecem de forma remota


Lurdinha Bertani,(foto) chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Francisco Beltrão

Lurdinha Bertani, chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Francisco Beltrão, gravou um vídeo ontem para explicar como será o retorno das atividades extracurriculares, dia 19, segunda-feira. Ela ressalta que as aulas normais ainda estão acontecendo de forma remota, pelo classroom, pela Aula Paraná ou pelo kit impresso e somente estão autorizadas as atividades extracurriculares.


“Para as escolas estaduais, a partir de segunda-feira, dia 19, poderão já fazer o retorno dessas aulas, somente aquelas escolas que foram autorizadas para isso, as demais poderão solicitar ao Núcleo de Educação a sua autorização, para que proceda então estas atividades extracurriculares, que compreendem o contra turno, as atividades de nivelamento, as atividades de reforço, de recuperação, as atividades de língua estrangeira, do esporte - desde que seja individualizado -, os esportes coletivos também não estão autorizados ainda.”


Segundo Lurdinha, também poderão ser utilizadas como atividades extracurriculares, algumas aulas práticas dos ensinos profissionalizantes, para isto, a escola fará um cronograma de atividades e chamará os alunos regularmente matriculados e os pais ou responsáveis por esses alunos, que deverão ir até escola informar se aceitam ou não que esse estudante retorne. “Só vai retornar aquele aluno que a escola chamar, que a escola buscar para estas atividades extracurriculares.”


Além disso, a escola deve cumprir um protocolo de cuidados, orientados pela Secretaria de Saúde, como o uso de máscaras, higienizar as mãos, usar álcool em gel, evitar aglomeração e respeitar o distanciamento na sala de, no mínimo, um metro e meio de distância. “Por isso que a escola precisa organizar muito bem esses momentos de retorno e a quantidade de alunos que retornarão”, destaca.

Escolas autorizadas


Em Francisco Beltrão, cinco escolas estão autorizadas: Colégio Estadual Suplicy, Colégio Estadual Reinaldo Sass, Colégio Estadual Mário de Andrade (Cema), Escola Estadual da Cango e Centro Estadual de Educação Profissional do Sudoeste do Paraná.


Marcos Bevilaqua, diretor do Cema, comenta que os professores tinham aulas curriculares preparadas para turma subsequente, mas neste momento serão apenas as aulas extracurriculares, que é uma forma de monitoramento, um reforço. “Hoje, a direção e a equipe pedagógica decidiram não mudar as modalidades de atendimento, porque o risco de contaminação de coronavírus ainda é alto. Entendemos que primeiro temos que interiorizar esse protocolo de saúde anti-Covid, digamos assim, para depois abrir para o grande leque das outras modalidades e da comunidade em geral. Por enquanto, somente o subsequente noturno [terá aulas extracurriculares].”


Tânia Klein, diretora do Suplicy, explica que, basicamente, ficará como está: o aluno deve continuar acessando as plataformas, as aulas remotas ou as atividades impressas. O que vai acontecer? A diferença é que a atividade extracurricular equivale ao reforço escolar, ou seja, o professor auxiliará conforme um cronograma estabelecido, com horário agendado. “Antes disso, os pais vão ter que assinar um termo de compromisso. Só irá para essa atividade extracurricular o aluno que a equipe pedagógica e os professores chamarem. É comunicado primeiramente os pais, pra assinarem o compromisso, e depois definir as manhãs ou tardes que esse aluno irá ao colégio.”

Por: Leandra Francischett - do Jornal de Beltrão