Português Italian English Spanish

Secretário Estadual de Segurança Publica, Coronel Marinho, realiza vistoria na obra do BPFRON em Santo Antonio do Sudoeste

Secretário Estadual de Segurança Publica, Coronel Marinho, realiza vistoria na obra do BPFRON em Santo Antonio do Sudoeste


Relembre as notícias publicadas: Beto Richa inaugura BPFron em Santo Antonio do Sudoeste

Na manhã desta sexta-feira (06), o secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná, Coronel Romulo Marinho Soares e o comandante do Batalhão de Policia de Fronteira (BPFRON), Major André Dorecki, após vistoria ténica na obra visitaram o executivo municipal onde foi realizada uma reunião para tratar sobre os últimos detalhes da conclusão da construção da sede da 3ªCIA do BPFRON. Participaram da reunião o Juiz de Direito da Comarca de Santo Antonio do Sudoeste, Luiz Fernando Montini, presidente da Câmara de Vereadores, Fabricio Antonio Ortega, delegado da Policia Civil, Emerson Ferreira, comandante da 3ªCIA do BPFRON, Capitão Lima, o Secretário de Administração, Jamal Hadi, o Chefe de Gabinete, Jeferson Ávila, além de servidores da secretaria estadual de segurança e servidores municipais.

Segundo o secretário Coronel Marinho, a obra, em fase de conclusão, vai abrigar, além do BPFRON, outros órgãos de segurança pública e sanidade agropecuária, para desenvolver um trabalho de cooperação com outros órgãos como Polícias Civil, Federal, Rodoviária Federal e outras instituições, transformando o local em um Centro Integrado de Segurança de Santo Antonio do Sudoeste.

O prefeito de Santo Antonio do Sudoeste, Zelirio Ferrari, manteve nova audiência na Secretaria de Segurança Pública do Paraná, nesta quarta-feira(11), em Curitiba para definir com o governo do Estado do Paraná alguns entraves que vem dificultando o término do obra. Problemas na execução do projeto atrasou a obra pela empresa contratante para a execução da construção. O governo do Estado viabilizou R$ 6.800.000,(seis milhões e oitocentos mil reais) valor depositado em 2016 na conta da prefeitura municipal, que doou o terreno e bancou os custos do projeto.  

 

Notícia de 16/05/2014

Beto Richa inaugura BPFron em Santo Antonio do Sudoeste

O pelotão contará com efetivo de 40 policiais, além de viaturas e motocicletas

O governador do Paraná Beto Richa chegou em uma comitiva acompanhado de autoridades políticas e de segurança do estado e do país vizinho Argentina.

O evento de inauguração da 3ª Cia do batalhão de fronteira em Santo Antônio do Sudoeste, marca mais uma etapa do projeto de cinturão de segurança da área que começa em Guaíra.

O local escolhido para ser a sede da Companhia fica em um ponto estratégico às margens da BR 163, uma rodovia muito utilizada pelos contrabandistas de armas, drogas e cigarros.

A unidade policial vai contar primeiramente com um efetivo de 40 policiais divididos em três equipes, tendo o apoio de três viaturas e duas motocicletas.
Segundo uma professora a sensação de segurança já começou a ser percebida com a implantação do batalhão em Santo Antônio.

Fonte: AEN 

 


Notícia publicada sobre: em 25 de junho de 2014

Inaugurada extensão do Batalhão de Fronteira em Guaíra

O governador Beto Richa inaugurou nesta terça-feira (24) a 2ª Companhia do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), em Guaíra, no Oeste do Paraná. Criado em 2012, o BPFron já conta com o batalhão-sede e a 1ª Companhia, em Marechal Cândido Rondon, e a 3ª Companhia, em Santo Antônio do Sudoeste. Com a unidade de Guaíra, o governo estadual completa a estrutura para fazer frente aos crimes nas regiões de fronteira com a Argentina e o Paraguai e também na divisa com o Mato Grosso do Sul.

 

“Com mais essa unidade, com toda a certeza, os bons resultados que já estamos alcançando serão ainda mais expressivos”, afirmou o governador. De 2011 para cá houve redução média de 25% no índice de homicídios do Paraná. Na região de Guaíra a redução foi de 30%.

Richa ressaltou a importância estratégica do Batalhão de Fronteira. “Sem o reforço de policiamento na fronteira os investimentos em segurança em todo o Estado ficariam comprometidos”, disse ele.

O governo estadual realiza o Paraná Seguro, maior programa de segurança pública da história do Paraná. De 2011 até o fim de 2014 o Estado terá contratado 10 mil novos policiais. Foram adquiridas quase 1.500 viaturas, além de investimento em inteligência e compra de equipamentos.

“Tudo isso não adiantaria sem a proteção da fronteira, que é a porta de entrada de drogas e armas ilegais para o Paraná e o resto do país e até para rotas internacionais”, disse o governador.

“A proteção da região de fronteira é de competência da União, mas não poderíamos cruzar os braços e esperar que as coisas aconteçam. Investir em segurança sem proteger a fronteira é como enxugar gelo”, disse ele, na presença do prefeito de Guaíra, Fabian Vendrusculo; do secretário estadual da Segurança Pública, Leon Grupenmacher; do comandante do Batalhão de Fronteira, Major Erich Osternack; do sub- comandante da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos; do comandante do 5º CRPM, tenente-coronel Chehade Elias Geha, e do comandante da 2ª Companhia, capitão Edilson Martins do Prado.

O secretário da Segurança, Leon Grupenmacher, enfatizou que o reflexo do trabalho da nova Companhia da PM se dá não só em Guaíra, mas em todo o Estado. “Estamos fechando um grande corredor de passagem de drogas, armas ilegais e mercadorias ilícitas. Isso repercute em todo o Estado”, afirmou ele.

“A população está satisfeita pelo fato de o governo estadual reconhecer a característica estratégica da nossa cidade e instalar aqui a Companhia da PM, que era muito aguardada”, afirmou o prefeito Fabian Vendrusculo. Ele ressaltou, também, a decisão do governo de implantar uma cadeia pública estadual e um centro de combate à drogadição em Guaíra. “Essas duas iniciativas interferirão diretamente na questão da segurança, pois os policiais militares que hoje fazem a vigilância na cadeia ficarão disponíveis para combater o crime”, disse Vendrusculo. “Isso tudo vai melhorar a segurança”, afirmou.

NA REGIÃO – Hoje o Batalhão de Fronteira conta com efetivo de mais de 200 homens, com viaturas e lanchas para combater a entrada de drogas e armas pelos rios. A 2ª Companhia de Guaíra inicia as suas atividades com 30 policiais, quatro viaturas e duas motos.

O comandante do BPFron, Major Erich Osternack, afirmou que com a 2ª Companhia os moradores de vários municípios da região passam a contar com mais segurança, já que a presença dos policiais será constante, tanto na área urbana quanto na área rural. “A polícia vai trabalhar diariamente nas estradas rurais da fronteira com Mato Grosso do Sul e nas margens dos rios Itaipu e Paraná”, afirmou.

AEN(Agência Estadual de Notícias)